DIFERENÇA ENTRE REZAR E ORAR - Por JESUS CRISTO



Lucas 11:1 - E aconteceu que, estando ele a orar num certo lugar, quando acabou, lhe disse um dos seus discípulos:Senhor, ensina-nos a orar...

E Jesus respondeu a esse pedido dessa forma:
Mateus 6:5 E, quando orares, não sejas como os hipócritas, pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
6 Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai, que vê o que está oculto; e teu Pai, que vê o que está oculto, te recompensará.
7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que, por muito falarem, serão ouvidos.
8 Não vos assemelheis, pois, a eles, porque vosso Pai sabe o que vos é necessário antes de vós lho pedirdes.
9 Portanto, vós orareis assim:

Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome.
10 Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade, tanto na terra como no céu.
11 O pão nosso de cada dia dá-nos hoje
12 Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores
13 E não nos induzas à tentação, mas livra-nos do mal; porque teu é o Reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém!

Neste, bem como em outros textos bíblicos, vemos a diferença entre rezar e orar. A reza é constituída de palavras decoradas que devem ser repetidas várias vezes. A repetição de palavras é chamada por Jesus de vã, ou seja, de nenhuma utilidade, sem efeito algum.

Imagine se alguém viesse conversar com você e não parasse de repetir algumas frases a você. Por exemplo:eu preciso de um favor seu, eu preciso de um favor seu, eu preciso de um favor seu, etc. Você perderia a paciência com seu amigo, não é mesmo? Deus não quer que rezemos, Ele quer que oremos.
O fato de Jesus ter ensinado a oração do "Pai nosso". Não significa que essa oração tenha de ser repetida várias vezes a fim de que Deus possa nos ouvir. Também não significa que só podemos orar essas palavras. Esta é uma oração modelo, que nos ensina sobre o que devemos orar. O próprio Jesus orou usando palavras diferentes como, por exemplo, em João 17. O capítulo todo é uma oração de Jesus.

A oração não é uma seleção de palavras pré-selecionadas e decoradas. Oração é o abrir do nosso coração a Deus como a um amigo. Devemos falar sobre tudo o que nos aflige e também sobre tudo o que nos trás felicidade. Devemos lhe pedir perdão por nossos pecados, e devemos perdir-Lhe forças para seguir em Seus caminhos.

A oração serve para conversarmos com Deus a qualquer momento e em qualquer lugar. Se considerarmos Deus nosso amigo, teremos prazer em conversar com Ele.

Vale pensar sobre isso...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A evolução espiritual nos mundos materiais e os profetas por RAMATIS

A VISÃO ESPÍRITA DA FAMÍLIA

ESPÍRITOS BARULHENTOS estudo da REVISTA ESPÍRITA de 1859