O CARMA PODE MUDAR?| Texto de ATANAGILDO

🔺Sociedade dos Espíritos
#Atanagildo

Pergunta: – Sempre pensamos que o carma é um determinismo absoluto, sem qualquer possibilidade de modificação em seus efeitos, depois de praticada uma ação má. Não é assim?
ATANAGILDO – Há um só determinismo absoluto, criado por Deus: é o fatalismo de o animal humano se transformar em anjo.
Com a lei do carma, que é a própria lei do progresso espiritual, podem se ajustar e conciliar as deliberações boas dos próprios espíritos, os quais têm o direito de compor agradáveis destinos na sua vida terrena, porquanto o Pai é magnânimo e concede alguns bens antecipados aos seus filhos, desde que haja fidelidade em seus deveres espirituais.
A vontade de Deus não se compara a um mecanismo inquisidor de retificação espiritual; essa retificação ocorre porque os seus próprios filhos titubeiam na caminhada e, por isso, precisam retornar obrigatoriamente ao ponto de partida da ascensão espiritual. Se a humanidade que se agita na superfície de todos os orbes suspensos no Cosmo realizasse movimentos absolutamente harmoniosos e vivesse o mais elevado padrão de amor e sabedoria, sem dúvida o carma ou a lei de causa e efeito também seria um determinismo eternamente venturoso. Entretanto, não se justifica a excessiva dramaticidade com que encarais o carma, pois não passa de um processo normal e ininterrupto, que conduz a centelha espiritual a desenvolver a consciência de si mesma.
Através das peripécias dolorosas, exílios planetários e retornos felizes, os espíritos terminam se enquadrando dentro desse determinismo venturoso, porque, em verdade, é o mecanismo que nos desperta para a felicidade eterna. QUAL É A NATUREZA ESSENCIAL DO CARMA, ESSE DETERMINISMO ABSOLUTO CRIADO POR DEUS, SENÃO UM MEIO DE PROPORCIONAR A VENTURA ETERNA AOS HOMENS?

Quanto vossas ações começam a gerar discórdias e a dificultar o “determinismo feliz” que é o nosso Carma Cósmico, surgem as reações retificadoras, a fim de que a engrenagem sideral prossiga na sua pulsação rítmica de harmonia e felicidade angélica.
Então o mal fica sendo compreendido pela alma como sendo estado de resistência espiritual à sua própria ascensão, e ela não mais o considera como castigos consequentes de pecados contra a moral divina.
Ataganildo/Ramatís
“A Vida Além da Sepultura”
Médium: Hercílio Maes

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A evolução espiritual nos mundos materiais e os profetas por RAMATIS

A VISÃO ESPÍRITA DA FAMÍLIA

ESPÍRITOS BARULHENTOS estudo da REVISTA ESPÍRITA de 1859